Início UMBANDA ZÉ PELINTRA

ZÉ PELINTRA

28 minuto(s) lendo
40
0
4,041

Seu Zé Pelintra, assim como outros guias que trabalham no Catimbó, trabalha também na umbanda.

Na medida em que o Catimbó entra na área urbana, território típico da Umbanda, ou mesmo a Umbanda vai para o interior estas duas práticas tem que se encontrar. É neste momento que certamente Zé Pelintra entra para o Catimbó.Isto certamente ocorre nos centros onde pessoas de Umbanda também trabalham com mestres e provavelmente já eram de Umbanda e absorvem o Catimbó em um movimento muito típico da Umbanda que absorve várias Religiões e Culturas, deixo claro aqui que os adeptos de Catimbó de Raiz, negam o Zé Pelintra como sendo um Mestre do Catimbó, então tentando observar ambas verdades, coloco esta possível negação e as devidas explicações como poderia ser o ingresso deste Guia no Catimbó, ou seja, onde está em destaque.

No Catimbó ele é Mestre, e por ser uma entidade diferente das que são cultuadas na umbanda, ele não trabalha numa linha específica, porém, sua participação mais ativa seria na gira de baianos, exus e, em raros casos, pretos velhos. Seu Zé pode aparecer, portanto, em qualquer gira, desde que seu trabalho seja realmente necessário.

Apesar de ser um espírito “boêmio”, “malandro” e brincalhão, este ente de luz, trabalha com seriedade e mesmo com a fama que possui, de beberrão, não é bem assim que as coisas funcionam. Seu Zé cobra muito de seus médiuns, cobra por seriedade, responsabilidade entre outras virtudes e é o primeiro guia que se afasta do médium quando este não segue seus conselhos e não adota a boa moral e conduta pregada por ele, ou seja, um “cavalo de Seu Zé”, deve ser honesto, trabalhar com firmeza para o bem, para a caridade, não pode ser adúltero, beberrão, pois ele não admite isso de seu médium.

Muitos confundem, pois aquela imagem, de boemia, de adultério, de noitadas, jogos, prostituição, podem apenas ter sido passado dele, como eu disse, é um ente de luz que trabalha bem.

Na direita ele vem na linha de baianos e pretos velhos, fuma cigarro de palha, bebe batida de coco, pinga coquinhos ou simplesmente cachaça, sempre com sua tradicional vestimenta.Calça branca, sapato branco (ou branco e vermelho), seu terno branco, sua gravata vermelha, seu chapéu branco com uma fita vermelha ou chapéu de palha e finalmente sua bengala.

Duas características marcantes:

Uma é de ser muito brincalhão, gosta muito de dançar, principalmente Xaxado (Dança popular do sertão nordestino, cujo nome foi dado devido ao som do ruído que as sandálias dos cangaceiros faziam ao arrastarem sobre o solo durante as comemorações celebradas nos momentos de glória do grupo de “Lampião”, considerado entre outras denominações o “Rei do Cangaço), gosta muito da presença de mulheres, gosta de elogiá-las, etc.

Outra é ficar mais sério, parado num canto assim como sua imagem gosta de observar o movimento ao seu redor, mas sem perder suas características.

Agora quando ele vira para o lado esquerdo, a situação muda um pouco, em alguns terreiros ele pede uma outra roupa, um terno preto, calças e sapatos também pretos, gravata vermelha e uma cartola fuma charutos, bebe marafa, conhaque e uísque, até muda um pouco sua voz.Em alguns terreiros ele usa até uma capa preta.

E outra característica dele é continuar com a mesma roupa da direita, com um sapato de cor diferente, fuma cigarros ou cigarrilhas, bebe batidas e pinga de coquinho, e sempre muito brincalhão extrovertido.Trabalha muito com bonecos, agulhas, cocos, pemba, ervas, frutas,velas,etc..

Zé Pelintra: origem e história

Personagem bastante conhecido seja por freqüentadores das religiões onde atua como entidade, seja por sua notável malandragem, Seu Zé tem sua imagem reconhecida como um ícone, um representante, o verdadeiro estereótipo do malandro, ou porque não dizer, da malandragem brasileira e mais especificamente, carioca. Não raro, encontra-se pessoas que o conhecem de nome e pela malandragem, mas não sabem que este é uma entidade do Catimbó e da Umbanda; outras já o viram retratado inúmeras vezes, mas não sabiam que se tratava de “alguém” e também encontraremos os que o conhecem apenas como entidade e desconhecem sua origem e história, estes porém, menos freqüentes. O fato é que a figura de Zé Pelintra, de uma forma ou de outra, permeia o imaginário popular da cultura brasileira e é retratada de diversas maneiras.

Por exemplo:

Na década de 1970 Chico Buarque cria sua Ópera do Malandro. Para o cartaz do espetáculo teatral o artista Maurício Arraes utiliza a figura de Zé Pelintra mesclada aos traços faciais de Chico Buarque .

No início da década de 1990, o cineasta Roberto Moura lança Katharsis: histórias dos anos 80, “com Grande Othelo no papel de Zé Pelintra, e este seria o último longa-metragem desse emblemático ator negro”, lembra Ligiéro (2004). Até mesmo a figura de Zé carioca, personagem de Walt Disney teria sido inspirado em Seu Zé. Ligiéro conta a história:

Em 1940, Walt Disney fez uma viagem ao Brasil como parte do programa “política da boa vizinhança” criado pelo governo norte-americano – para pesquisar um novo personagem tipicamente brasileiro. Na ocasião, foi levado com sua equipe de desenhistas para conhecer a Escola de Samba da Portela. Naquela noite, a nata do samba reuniu-se, como fizera alguns anos antes com a visita de Josephine Baker ao Rio de janeiro. Lá estavam as figuras mais importantes do mundo do samba – Cartola, Paulo da Portela, Heitor dos Prazeres… Conta-se que foi Paulo – falante e elegante – quem realmente impressionou Walt Disney e o inspirou a criar o personagem Zé carioca. Na ocasião o sambista não estava todo de branco, tinha apenas o paletó nessa cor, mas foi o suficiente, pois essa peça passou a ser a marca de Zé Carioca […] (Ibidem, p. 108)

O Zé Carioca do Disney, que passou a ser um símbolo do Rio de janeiro e do próprio Brasil no exterior, fuma charuto e tem um guarda-chuva que ele maneja como uma bengala.

O terno de linho branco tornou-se o símbolo do malandro por ser vistoso, de caimento perfeito, largo e próprio para a capoeiragem. Para o malandro, lutar sem sujá-lo era uma forma de mostrar habilidade e superioridade no jogo de corpo. Ao contrário dos executivos de sua época, que tentavam imitar os ingleses, o malandro não usava casimira, tecido pouco apropriado para o clima úmido dos trópicos. Seu Zé destacava-se pela elegância e competência como negro […]. Numa época em que os negros e brancos viviam praticamente isolados, apesar da existência de uma numerosa população mestiça nas grandes cidades brasileiras, vamos observar que a figura do malandro torna-se representativa da dignidade do negro deixando para trás a idéia de um negro “arrasta-pé”, maltrapilho ou simples trabalhador braçal (Ibidem, p. 101-2).

Mas afinal, qual a origem de nosso personagem?

Seu Zé torna-se famoso primeiramente no Nordeste seja como freqüentador dos catimbós ou já como entidade dessa religião. O Catimbó está inserido no quadro das religiões populares do Norte e Nordeste e traz consigo a relação com a pajelança indígena e os candomblés de caboclo muito difundidos na Bahia.

Conta-se que ainda jovem era um caboclo violento que brigava por qualquer coisa mesmo sem ter razão. Sua fama de “erveiro” vem também do Nordeste. Seria capaz de receitar chás medicinais para a cura de qualquer male, benzer e quebrar feitiços dos seus consulentes.

Já no Nordeste a figura de Zé Pelintra é identificada também pela sua preocupação com a elegância. No Catimbó, usa chapéu de palha e um lenço vermelho no pescoço. Fuma cachimbo, ao invés do charuto ou cigarro, como viria a ser na Umbanda, e gosta de trabalhar com os pés descalços no chão.

De acordo com Ligiéro (2004), Seu Zé migra para o Rio de janeiro onde se torna nas primeiras três décadas do século XX um famoso malandro na zona boêmia carioca, a região da Lapa, Estácio, Gamboa e zona portuária.

Segundo relatos históricos Seu Zé era grande jogador, amante das prostitutas e inveterado boêmio.

Quanto a sua morte, autores descordam sobre como esta teria acontecido. Afirma-se que ele poderia ter sido assassinado por uma mulher, um antigo desafeto, ou por outro malandro igualmente perigoso. Porém, o consenso entre todas essas hipóteses é de que fora atacado pelas costas, uma vez que pela frente, afirmam, o homem era imbatível.

Para Zé Pelintra a morte representou um momento de transição e de continuidade”, afirma Ligiéro, e passa a ser assim, incorporado à Umbanda e ao Catimbó como entidade “baixando” em médiuns em cidades e Paises diversos que nem mesmo teriam sido visitadas pelo malandro em vida como Porto Alegre ou Nova York, Japão ou Portugal, por exemplo.

Todo esse relato em última instância não tem comprovação histórica garantida e o importante para nós nesse momento é o mito contado a respeito dessa figura.

Seu Zé é a única entidade da Umbanda que é aceita em dois rituais diferentes e opostos: a “Linha das Almas” (caboclos e pretos-velhos) e o ritual do “Povo de Rua” (Exus e Pombas-Giras).

A Umbanda de Zé Pelintra é voltada para a prática da caridade – fora da caridade não há salvação -, tanto espiritual quanto material – ajuda entre irmãos – , propagando que o respeito ao ser humano, é a base fundamental para o progresso de qualquer sociedade. Zé Pelintra também prega a TOLERÂNCIA RELIGIOSA, sem a qual o homem viverá constantemente em guerras. Para Zé Pelintra, todas as religiões são boas, e o princípio delas é fazer o homem se tornar espiritualizado, se aproximando cada vez mais dos valores reais, que são Deus e as obras espirituais. Na humildade que lhe é peculiar, Zé Pelintra, afirma que todos são sempre aprendizes, mesmo que estejam em graus evolutórios superiores, pois quem sabe mais, deve ensinar a quem ainda não apreendeu e compreender aquele que não consegui saber. Zé Pelintra, espírito da Umbanda e mestre catimbozeiro, faz suas orações pelo povo do mundo, independente de suas religiões. Prega que cada um colhe aquilo que planta, e que o plantio é livre, mas a colheita é obrigatória. Zé Pelintra faz da Umbanda, o local de encontro para todos os necessitados, procurando solução para o problema das pessoas que lhe procuram.

Ajudando e auxiliando os demais espíritos. Zé Pelintra é o médico dos pobres e advogado dos injustiçados, é devoto de Santo Antonio, e protetor dos comerciantes, principalmente Bares, Lanchonetes, Restaurantes e Boates, e sempre recorre a Jesus, fonte inesgotável de amor e vida. Na gira em que Zé Pelintra participa são invocados os caboclos, pretos velhos, baianos, marinheiros e exus.

A gira de Zé Pelintra é muito alegre e com excelente vibração, e também disciplina é o que não falta. Sempre Zé pelintra procura trabalhar com seus camaradas, e às vezes, por ser muito festeiro, gosta de uma roda de amigos para conversar, e ensinar o que traz do astral. Zé Pelintra atende a todos sem distinção, seja pobre ou rico, branco ou negro, idoso ou jovem. Seu Zé Pelintra tem várias estórias da sua vida, desde a Lapa do Rio de Janeiro até o Nordeste.

Todavia, a principal história que seu Zé Pelintra quer escrever, é a da CARIDADE, e que ela seja praticada e que passemos os bons exemplos, de Pai para filho, de amigo para amigo, de parente para parente, a fim de que possa existir uma corrente inesgotável de Amor ao Próximo. Zé Pelintra prega o amparo aos idosos e às crianças desamparadas por esse mundo de Deus. Se você, ajudar com pelo menos um sorriso, a um desamparado, estarás, não importa sua religião ou credo, fazendo com que Deus também Sorria e que o Amor Fraterno triunfe sobre o egoísmo. ZÉ PELINTRA pede que os filhos de fé achem uma creche ou um asilo e ajudem no que puder as pessoas e crianças jogadas ao descaso. Não devemos esquecer que a Fé sem as obras boas é morta.

Zé Pelintra nasceu no nordeste, há controvérsias se o mesmo tivesse nascido no Recife ou em Pernambuco e veio para o Rio de Janeiro, onde se malandriou na Lapa e um certo dia foi assassinado a navalhadas em uma briga de bar.

Assim, Zé Pelintra formou uma bela Falange de malandros de luz, que vêm ajudar aqueles que necessitam, os malandros são entidades amigas e de muito respeito, sendo assim não aceitamos que pessoas que não respeitam as entidades e a umbanda, digam que estão incorporados com seu Zé ou qualquer outro malandro e que eles fumam maconha ou tóxicos; entidades usam cigarros e charutos, pois a fumaça funciona como defumador astral.

Podemos citar além de Seu Zé Pelintra, Seu Chico Pelintra, Cibamba, Zé da Virada, Seu Zé Malandrinho, Seu Malandro, Malandro das Almas, Zé da Brilhantina, João Malandro, Malandro da Madrugada, Zé Malandro, Zé Pretinho, Zé da Navalha, Zé do Morro, Maria Navalhada, etc.
Os malandros vêm na linha de exú, mas malandros não são exús!

Ao contrário dos exús que estão nas encruzilhadas, encontramos os malandros em bares, subidas de morros, festas e muito mais.

Salve seu Zé Pelintra!

Salve os Malandros!

Salve a Malandragem!

Sua comida: 7 pedaços de carne seca e carne seca com farofa

Sua Bebida: Cerveja branca bem gelada

Seu Habitat: Subida de Morros, Cemitérios

Sua cor: Vermelho e Branco ou Preto e Branco, ou ainda somente o Preto

PALAVRAS DITAS PELO “SEU” ZÈ :

Sete caminhos andei. Cheguei.

Sete perigos passei. Passou.

Sete demandas venci. Conquistei.

Sete vezes tentaram me derrubar. Mais em pé fiquei.

Sete forças meu Pai Ogum me deu pra levantar e vencer. Mereci e agradeci.

Lute por aquilo que quer.

Erga sua cabeça.

Acredite.

Confie.

Tenha fé

DEUS SALVE ZÉ PELINTRA!DEUS SALVE ZÉ PELINTRA DAS ESTRADAS!

DEUS SALVE ZÉ PELINTRA DAS ALMAS!

DEUS SALVE A MALANDRAGEM!

Texto montado por: Alex

Copyright © Todos os Direitos Reservados a Povo de Aruanda 2006

Copyright © Todos os Direitos Reservados a Mixtura 2007

FONTES DE PESQUISA:

Figura retirada do site: http://www.zepelintra.com.br/
http://povodearuanda.blogspot.com/2006/12/z-pelintra.html
http://www.terreirodeyansa.hpg.ig.com.br/zepelintra.htm
http://www.povodesanto.com.br/catimbo/My_Homepage_Files/Page66.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Z%C3%A9_Pelintra

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Administrador
  • ATOTÔ MEU PAI!!!

    Estou escrevendo com atraso, mas não posso deixar passar em branco a oportunidade de sauda…
  • Nossa Senhora da Glória, como também és conhecida….

    Na verdade é a Rainha de todos os mares, onde se iniciou há milhões de anos o cadinho de c…
  • FORÇA CIGANA

    Força Cigana do Astral, bendita falange de espíritos iluminados pela Sabedoria e Energia d…
Carregar mais em UMBANDA

40 Comentários

  1. pablo

    25 de dezembro de 2007 en 18:16

    sou filho desse malandro com muito orgulho.q ele sempre possa ta olhando por ???min/.

  2. carlos vinicius

    26 de dezembro de 2007 en 21:50

    adoro o ze pilintra

  3. maria del carmen

    27 de dezembro de 2007 en 17:48

    yo quiero muchisimo a esa entidad ZE PELINTRA es desarrollado en mi hijo y se que nunca lo abandona siempre da lo mejor para el

  4. claudia

    1 de janeiro de 2008 en 05:42

    eu trabalho co malandrinho cigano ele é porreta e me da muita proteção

  5. janaína

    7 de janeiro de 2008 en 01:15

    Esse “nego”,com todo meu respeito,ama seus filhos….lhe tenhu mta devoção!!!

  6. júlio fernández

    7 de janeiro de 2008 en 16:57

    recebo o ze pilintra das almas e tenho muita fé nele. salve seu zé

  7. isadora

    8 de janeiro de 2008 en 22:16

    Respeito e amo seu Zé.nunca me deixou na mão.Ele é luz, é alegria, é amor.quando chega chega feliz e tráz muita paz. Salve, seu Zé.

  8. leandro

    17 de janeiro de 2008 en 18:09

    ola meu pai resebe seu zé o rei da falange
    adoro e aquedito muito no seu zé.
    valve o rei do catibó.

  9. Paulo Rogério

    18 de janeiro de 2008 en 21:58

    É muito interesante como a figura de Zé pelintra, hoje, esta divulgada e consagrada no gosto popular; pessoas que nem são adéptas do culto afro-brasileiro, por Ele tem grande apreço;tenho observado que as pessoas estão em buscas de algo que já passou, e nenhuma outra entidade é tão emblemática, como símbolo de uma época onde o respeito ao próximo, principalmenta das crianças e dos idosos,era valorizado.Sou candomblecista e me orgulho muito de poder ter como protetor e amigo o sr Zé Pelintra da estrada; parabens aos que, assim como eu, emprestam sua matéria pra Ele poder trabalhar; aos que confiam suas vidas a Ele; e aos que nada sabem sobre, mas com certeza se buscar afinidades iram encontrar.

  10. marcelo

    20 de janeiro de 2008 en 01:50

    Zé pelintra é um baluarte em minha missão mediúnica,me ajudou bastante sempre esteve presente ,com sua caridade,sua paz e seu temperamento alegre e sábio.
    Para aqueles que não sabem `PELINTRA`quer dizer ,maltrapilho ,aquele que mostra ser elegante com trapos.Mais philintra vem da palavra philis(amigo),giro,e intras,latra(culto)que ama ,que gosta que é amigo do culto do ritual de Zé(josé =trabalhador)Pelintra,saravá sua banda !
    Zé pelintra é amigo carismático e não pilantra ,zé pelintra é axé!

  11. Paulo Sérgio

    22 de janeiro de 2008 en 18:17

    Trabalho com seu Zé Pelintra, tenho muita fé nele, tenho a tatuagem de sua imagem em minha perna direita!!
    Salve a malandragem, salve seu Zé Pelintra!!

  12. maria clara

    29 de janeiro de 2008 en 14:27

    seu zé é umas das figuras mais carismaticas e até certo ponto amiga,quem o procura tem sempre a censsação de paz mesmo sabendo que não é bem assim a pois é faceiro dicimulado,um éterno malandro,mais que ao nos aproximarmos dele temos a inpresão que que tem uma énergia que vai nos atraindo como íma,apaixonante,cativante,de estrama amabilidade,mais não se emgane totalmente com ele,é sorridente,brincalhão mais quendo o assunto é trab. é de uma seriédade sem limites e não gosta de brincadeiras nessa hora…..tenho muito orgulho de ser uma das pessoas que trab. com ele

  13. beLo

    4 de fevereiro de 2008 en 03:51

    pô gostei mto do texto…
    SALVE SEU ZÉ !

  14. sandra fortes

    6 de fevereiro de 2008 en 18:48

    Seu Zé é meu guia de fé.sinto sua presença quando estou estudando.Salve seu Zé pelintra.

  15. alex

    12 de fevereiro de 2008 en 05:19

    seu zé pilintra ele e o cara
    eu trabalho com ele zé pilintra o rei do catimbó

  16. nayra

    29 de fevereiro de 2008 en 14:30

    pq seu zé tem muito ciúme de seus filhos?

  17. vinicios f dos santos

    5 de março de 2008 en 22:57

    trabalho com o sr; ze e agradeço muito a ele por tudo q me deu,e a gente sempre tem um pouco da entidade no dia a dia da vida

  18. vinicios f dos santos

    5 de março de 2008 en 23:02

    mulher,mulher nao tenha medo do seu marido , ele e bom na faca eu sou no facao, ele e bom na reza e eu na oraçao ele diz q sim eu digo que nao eu sou ZE PELINTRA e ele e lampiao

  19. regina maria macedo

    13 de março de 2008 en 22:29

    ola seu ze o sr. e bom malandro para nossa horas que estamos presicando do sr porem tenho muito respeito pelo tenho fe o sr. vai me tirar dessa situacao tao dificil que estou passando o seu me ajuda pelo amor deus.ok. fica ai todos com deus

  20. Andressa Christine

    18 de março de 2008 en 20:29

    Ah eu ainda nao o conheço…mas sinto que ele é realmente um malandro…mas sabe o q quer…
    eu o adoro sem conhece-lo…imagina qundo eu ver sua entidade…eu morro de felicidades… ah sou de maria padilha das almas…salve a nação EXUM!

  21. FABIO.LUIZ CUNHA

    25 de março de 2008 en 22:44

    (EDITADO)

    Fabio eu não permito aqui esse tipo de propaganda, caso você tenha um Terreiro e que nada cobre pelas consultas, com toda certeza iremos colocar em destaque.

  22. FABIO.LUIZ CUNHA

    25 de março de 2008 en 22:43

    Zé Pelintra, muito considera ele como malandro, mas na verdade, existe uma diferença, por seguinte questão, seu ze foi criado no nordeste, ee sempre foi um pessoa muito respeitada, como ele foi criado dentro um prostibuló, como era conhecido na decada de 1940, atualemnte na cidade Casa Amarela existe uma seputura coms eu ponto gravado, existe algumas pessoa que recebe ele, dando como Zé Pelintra das Almas,mais sabendo que aqui no Rio de Janeiro, teve um malandro com mesmo caracteristica do seu zé, como e conhecida Zé Pélintra da Lapa, donde nasceu e morreu na Porta do Cabaré, por mulher, este malandro,sim que e respeitado no mei da malandragem por que há uma diferença um toma cerveja e outro so bebida quente, como ocorre muito no nordeste, no periodo que ele teve aqui entre nós ele so tomava bebida quente como ele bebe ate hoje coquinho,conhaque, ele não sabe sambar mais conhece todas artimanha dos exu e boiadeiro, e um pessoa que devemos ter muito cuidado, por que não avisa a hora que vai aprontar, quando alguem ver ele muito quieto por apostar alguma coisa ele esta vendo e vai aprontar, eu tenho ele , sempre que posso acradeço o que ele fez por mim

    (EDITADO)

    ele sempre atente que procura
    um abraço a todos
    fabio

    RESPOSTA

    Fabio que eu saiba Casa Amarela é um Bairro do Recife, então em meu pequeno conhecimento, eu já começo a discordar de você, quanto ao restante sinceramente você foi a unica pessoa que conta essa história, então nem mesmo preciso dizer que discordo, mas concordo que o Zé Pelintra que chega em sua Cabeça não seja o que descreve nas histórias que vemos por aí, pois como sempre digo, o espirito é UNO, não se pode comparar um espirito que chega com nome Zé Pelintra em sua cabeça, com outro que chega em outro médium, então aproveite e dê uma lida no texto: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA (clique), mas você afirmar que as outras histórias estão erradas é pretensão sua.

    Outra situação é se eu soubesse que existisse uma sepultura com ponto gravado de um Guia que eu trabalho, eu não iria falar antes de fotografar a mesma, daí eu falaria e demonstraria a referida foto.

    Cada um com seu cada um, nada mais a comentar sobre o assunto, apenas mais um comentário não permito aqui propagandas de consultas e sim de Terreiros com endereço completo, ponto de referencia, nome do responsável.

  23. Maurício - Rio de Janeiro

    31 de março de 2008 en 00:17

    Salve Seu Zé Pelintra, da rua ou das estradas, olhai sempre por nós….

    Seu Zé…, Seu Zé…,

    O meu Saravá….

  24. Henrique

    18 de abril de 2008 en 19:57

    Gostaria de agredecer o texto, tualmente descobri que tenho como um dos meus guias, seu Zé Pelintra da Estrada.

    Gostaria de saber se por acaso, alguém sabe da história desta maravilhosa entidade…..muita fé em Deus.

    Que os conhecimentos de seu Zé perpetuem sobre todo o mundo, principalmente onde se faz mais necessitado de corrente, como no Oriente médio e nos locais de conflito religiosos e políticos.

    Salve a falange de seu Zé…..salve Ogum e Oxalá!

    RESPOSTA:

    Leia o texto: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA (clique)

  25. Paulo Cesar

    22 de abril de 2008 en 04:02

    Boa noite sr.ZE PILINTRA confia nele e vc vera as coisas acontecerem.

  26. Vick Romane

    2 de maio de 2008 en 15:39

    Sou fã incondicional de Seu Zé Pelintra, trabalho com música e faço questão de saudá.lo toda vez que canto a música Malandro. digo seu nome e o saúdo com muito orgulho no microfone. Trabalho com ele desde 21 anos de idade( estou com 56) e nunca me falhou, em todos os sentidos. E nem aos seus ¨filhos¨. Salve Seu Zé Pelintra de Casa Amarela e todas as suas ramificações.Excelente matéria.
    Apenas para ilustrar Seu Zé(pelo menos o meu), morreu por causa de uma mulher. Não foi em rixa ou briga. Obrigado pelo espaço no site. Aché!!!

  27. Vick Romane

    2 de maio de 2008 en 15:43

    Eu digitei Aché, e retifico… AXÉ!!!!!

  28. SUILMA MARIA

    9 de maio de 2008 en 21:42

    Dr. das causas difíceis.
    Peça e terá de acordo com o merecimento e fé de cada um.

  29. Arilson

    11 de maio de 2008 en 15:10

    Bom eu já tinha mto respeito e admiração por seu zé, depois q eu o vi minha fé aumentou ainda mais e o respeito ainda mais e mais….e assim,foi num revellveion depois de 00:00 hs.Eu estava esperando o ônibus qdo ele me apareceu do nada e começou a ri, na hora eu fiquei mto assustado mas depois fiquei tranquilo…depois de alguns segundos ele sumiu como polvora,sinal q estava me protegendo de todo mal q poderia me acontecer…Então desde já O MEU OBRIGADO SEU ZÉ PILINTRA tenho mta fé no senhor e confio mto no senhorrrrrrrrrrr

  30. juliana

    11 de maio de 2008 en 18:00

    sou fã do seu zé gosto minto dele e alais
    tenho ele com padrinho na umbada goto muito de e comfio de mais…………..

  31. renato

    12 de maio de 2008 en 18:47

    seu zepelintra e o cara que da proteçao
    e ajuda seus filhos a alcançar suas metas e seus objetivos
    sarava seu ze pelintra moço do chapeu virado
    na direita ele e maneiro na esquerda ele e pesado

  32. ANDERSON

    17 de maio de 2008 en 18:29

    SEU ZE CUIDA DE TODOS
    SALVE SEU ZE MALANDRO!

  33. ALEXANDRO ALVES

    21 de maio de 2008 en 15:20

    SOU BABÁ ORIXÁ E TRABALHO COM ZÉ PILINTRA E NÃO TENHO O QUE RECLAMAR,É MUITO SABÍO DE UM CONHECIMENTO FELOMENAL EM QUE SE DIZ RESPEITO EM POVO DAS ALMAS, DIGO SÓ UMA COISA SARAVA SEU ZÉ PILINTRA QUE ME GUIE NESTE CAMINHO DA VIDA

  34. Jr Amigo do Zé

    27 de maio de 2008 en 00:20

    Gosto muito de seu Zé (casa amarela), tanto que podem ver meu nick, existem vários Zé Pilintra e esse que conheço e show grande “amigo”, não é exu nem malandro muito menos preto velho, como ele mesmo diz eu venho em qualquer canto, sendo que tem Zé Pilintra malandro, e de outro tipo de qualidade por issu chega em qualquer canto respeito muito e tenhu grande afinidade com ele e outros Zés, pois como digo é Zé então tamo junto hehehehe abraçosss!!!

  35. adriano

    29 de maio de 2008 en 17:56

    eu conheci o seu ze pilintra ha pouco tempo mas mesmo assim eu confio nele porque ele é muuitobom e entende as pessoas e faz tudo para ajudar eu sei que ele está me ajudando só não entendo direito como porque sou novo demais pra entender coisas sobre o mundo espiritual saibam que seu ze e demais e por isso eu adoro ele salve malandragem

  36. adriano

    29 de maio de 2008 en 17:57

    eu conheci o seu ze pilintra ha pouco tempo mas mesmo assim eu confio nele porque ele é muuitobom e entende as pessoas e faz tudo para ajudar eu sei que ele está me ajudando só não entendo direito como ,porque sou novo demais pra entender coisas sobre o mundo espiritual saibam que seu ze e demais e por isso eu adoro ele salve malandragem

  37. mauricio

    6 de junho de 2008 en 21:21

    foi na subida do morro
    que eu aprendi meus caminhos
    como é que foi, como é que é
    viola nas costas, nos braços mulher.

  38. SANDRA

    7 de agosto de 2008 en 22:58

    O UNICO ZÉ QUE EU CONHEÇO É ZÉ PILINTRA DA LAPA. NO QUAL TENHO MUITISSIMO QUE AGRADECER . COMO ELE MESMO DIZ: ZÉ PILINTRA É PEQUENINO MAIS É COM TRABALHADOR . UM ABRAÇOS A TODOS AMIGOS DE ZÉ

  39. esdras de a. silva

    15 de agosto de 2008 en 23:47

    por favor min ajude eu estou resebendo exu pombogira que da o nome de maria navalha,. eu gostaria de saber se é homem ou mulher,obrigado aquem receber essa mensagen. beijos de esrs de obá

    RESPOSTA:

    Maria Navalhada que conheço chega com vibração femenina e não masculina.

  40. don leonardo

    19 de agosto de 2008 en 00:40

    sou protegido por seu tranca rua das almas porem tenho certeza que seu ze e eu somos muito parecidos e que tambem me protege de alguma forma slve seu ze

Verifique também

ATOTÔ MEU PAI!!!

Estou escrevendo com atraso, mas não posso deixar passar em branco a oportunidade de sauda…