Início UMBANDA Pode ser Tarde

Pode ser Tarde

3 minuto(s) lendo
0
0
119

AMANHÃ PODE SER TARDE

(Silvana Mendes)

“Ontem… Isto faz tanto tempo!…

Amanhã?… Não nos cabe saber…

(E amanhã pode ser muito tarde…)

Amanhã pode ser muito tarde

Para você dizer que ama,

Para você dizer que perdoa,

Para você dizer que desculpa,

Para você dizer que quer tentar de novo…

Amanhã pode ser muito tarde

Para você pedir perdão,

Para você dizer:

Desculpe-me, o erro foi meu!…

O seu amor, amanhã, já pode ser inútil;

O seu perdão, amanhã, pode já não ser preciso;

A sua volta, amanhã, pode já não ser esperada;

A sua carta, amanhã, pode não ser lida;

O seu carinho, amanhã, pode já não ser mais necessário;

O seu abraço, amanhã, pode já não encontrar outros braços…

Porque amanhã pode ser muito… muito tarde!

Não deixe para amanhã para dizer:

– Eu amo você!

– Estou com saudades de você!

– Perdoe-me!

– Desculpe-me!

– Esta flor é para você!

– Você está tão bem!…

Não deixe para amanhã

O seu sorriso,

O seu abraço,

O seu carinho,

O seu trabalho,

O seu sonho,

A sua ajuda …

Não deixe para amanhã para perguntar:

– Por que você está triste?

– O que há com você?

– Ei!… Venha cá, vamos conversar…

– Cadê o seu sorriso?

– Ainda tenho chance?…

– Já percebeu que eu existo?

– Por que não começamos de novo?

– Estou com você. Sabe que pode contar comigo?

– Cadê os seus sonhos? Onde está a sua garra?

Lembre-se

Amanhã pode ser tarde…muito tarde!

Amanhã, o seu amor pode não ser preciso;

O seu carinho pode não ser mais preciso;

O seu amor pode ter encontrado outro amor;

O seu presente pode chegar muito tarde;

O seu reconhecimento pode não ser recebido com o mesmo entusiasmo…

Procure. Vá atrás! Insista! Tente mais uma vez!

Só hoje é definitivo!

Amanhã pode ser tarde… Muito tarde!

RETIRADO DA REVISTA CRISTÃ 767

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Administrador
Carregar mais em UMBANDA

Deixe uma resposta

Verifique também

SALVE AS CRIANÇAS DA UMBANDA!!!

Nas praias, nas matas, nas montanhas, atravessando o ar, muitas risadas e palmas invisívei…