Home / UMBANDA / DONA MARIA NAVALHADA

DONA MARIA NAVALHADA

Não estranhe o nome, pois todos conhecem as representantes da falange do Senhor Ze Pilintra como as Marias Navalha. Mas a Maria Navalhada também faz parte desta falange, porem, além de usar sua navalha, seu nome se dá pelas cicatrizes que adquiriu com as lutas que teve de disputar nas ruas e no cais.
Não gosta de falar sobre si, apenas explicou seu nome, e que esclarecer algumas coisas. Há muitas histórias de disputas entre as linhas de trabalho das Pombo giras, mas quando a linha do Senhor Zé Pilintra está em terra em gira de Exu, não existe qualquer obstáculo para que todas trabalhem juntas, isto é, não tem disputa alguma entre as linhas de trabalho de dona Maria Padilha, dona Molambo, dona Sete Saias, ou quaisquer que seja. Todos os espíritos estão ali, naquele momento, com a permissão das Forças Maiores, e em nome da LUZ, para trabalhar em prol da Caridade, limpando as auras dos filhos da Terra, lhes amparando e orientando.
Nesta linha trabalham aqueles que em vida tiveram muitas dificuldades, conviveram com a pobreza e a violência das ruas. Passaram por todas as dificuldades, mas em seu íntimo tinham em comum o respeito ao próximo e a lealdade à quem amavam. Com forte sentimento de justiça, ressentiam-se de tantas desigualdades, e frequentemente entravam e combate para defender a si próprios e aos que eram mais fracos e sofriam os revezes e crueldades dos mais poderosos. Geralmente acabavam por morrer nas mãos de assassinos profissionais, por encomenda daqueles que lhes rivalizavam. Cometeram muitos erros, e muito sofreram até despertarem para a possibilidade de trabalho nas fileiras do Bem e da Luz.
A Espiritualidade Ascensionada convida a estes espíritos, já refeitos no outro plano, de seus embates, tristezas e aflições, para que trabalhem na terra, junto aos encarnados, protegendo-os e evitando que caiam em erros e sofrimentos, mantendo-os na linha tênue entre o bem e o mal. Eles mantém o jeito altivo, a imensa coragem, o despojamento, não são muito pacientes quando percebem intolerância, indecisão, vontade de vingança, ou de fazer mal a outrem, e mesmo prejudicam os caminhos de seus protegidos, em duras lições, para que lhe caiam as vendas e aprendam a ser humildes e utilizem suas possibilidades para o auto crescimento.
O Amor é sua Lei, a Injustiça, a sua Luta, o Equilíbrio, a sua meta. Os fracos e inconsequentes, se persistirem em iniquidades, são abandonados à própria sorte, pois não têm tempo a perder.
Por outro lado, incutem a firmeza, a esperança e Fé naqueles que mostram disposição para persistir perante as vicissitudes. Emanam vibrações de alegria e disposição, forte intuição em relação às boas ou másintenções de outros, e para que se afastem de perigos iminentes.
Excelentes amigos, companheiros para todas as horas, mas não lhes peçam para fazer algo que prejudique a ninguém, ou não queiram enganar, pois não suportam falsidade. Suas regras e limites são próprios, então, nem pensar em pedir coisas da “burguesia”, como ter dinheiro para luxos, ou posições elevadas no emprego , por exemplo.
Tente entender o pensamento dos malandros, e eles serão leais companheiros, trabalhando pelo Bem e para o Bem e protegendo-o em todas as horas.
Dona Maria Navalhada finaliza, desejando ao Povo de Axé, muitas Bênçãos e Proteção do Mestre Maior, Jesus, pedindo para que os homens encarnados vejam e ouçam que a Terra chora e geme, seus filhos humanos, animais e plantas, necessitam de mãos abertas e livres e não de medo e “não me toques”. Ela pede para cada um lutar pelo próprio esclarecimento mental e espiritual, e que todos sejam protegidos pela Luz de Ogum e Oxalá, e que Zambi clareie os caminhos de cada um para o Mundo Maior.
Laroyê! Salve a falange do Senhor Zé Pilintra e da Senhora Maria Navalha! Salve Dona Maria Navalhada!!!

Alex de Oxóssi
contato@rbrj.com.br

Sobre Administrador

Veja também

OXÓSSI CAÇADOR DE ALMAS

No Estado do Rio, assim como em todo Sudeste, Oxóssi é sincretizado com São Sebastião. …